O Papel da Cloud Computing na Inteligência Artificial

4 de agosto de 2023

A transformação digital se tornou um caminho sem volta por abrir inúmeras possibilidades para todos os mercados. A tecnologia de ponta é uma aliada para qualquer empresa que busque não apenas concretizar ideias inovadoras, mas também impulsionar produtividade e inteligência, agregando competitividade para responder às complexas dinâmicas do mercado atual.

Nesse caminho, cloud computing e inteligência artificial surgem como braços imprescindíveis para se atingir os melhores resultados. São ferramentas para gestores e seus times implementarem processos eficientes, trabalhando de forma colaborativa e dinâmica, diante da crescente globalização e do estabelecimento de formatos de trabalho como o home office.

Se você e sua empresa já vem buscando integrar IA e cloud computing à sua estratégia de negócios, ou precisam saber mais sobre como se conduzir nessa rota,  esse artigo é imperdível. Vamos trazer compreensão sobre o papel da cloud computing no suporte às soluções de inteligência artificial.

Por que IA e cloud computing são tendência?

No início da década de 50, jogadores de xadrez e dama já utilizaram programas de aplicação da inteligência artificial. O termo, entretanto, foi utilizado pela primeira vez pelo cientista da computação John McCarthy, em 1956, durante um workshop ministrado no Dartmouth College.

Em uma verdadeira montanha russa de relevância e investimentos, a inteligência artificial passou quase 60 anos variando entre o sucesso e a falta de interesse. A partir de 2010, porém, o conceito passou a ser mais bem visto por investidores, pesquisadores e pelo mercado.

Inteligência artificial é um terreno amplo, mas, de maneira geral, está relacionada ao desenvolvimento de soluções que permitem às máquinas aprender e executar atividades. Essas soluções facilitam a realização de tarefas repetitivas que antes poderiam exigir esforço humano.

Por isso, IA também engloba outros conceitos relacionados aos processos de aprendizagem e automatização envolvidos no desenvolvimento dessas ferramentas. Machine learning tem a ver com capacidade de um sistema analisar dados e desempenhar tarefas com base nessas informações. Deep learning refere-se ao desenvolvimento de algoritmos capazes de se comportarem como o nosso cérebro.

Trata-se de um cenário transformador para as relações humanas, profissionais e empresariais; o que fica claro ao percebermos o impacto de recentes aplicações como o ChatGPT.  De fato, ainda há muito a descobrir sobre essas soluções que ajudam a construir novas dinâmicas operacionais, aliando tecnologia ao esforço humano.

Mas o mercado já dá bons sinais do papel da IA em otimizar processos, num ciclo que representa mais produtividade e menos falhas, para processos decisórios de  maior assertividade. Fatores que justificam a projeção de uma pesquisa conduzida pela consultoria Deloitte indicando que a cada dez empresas brasileiras consultadas, sete planejam investir em inteligência artificial no ano de 2023.

Computação em nuvem: um suporte certeiro

Cloud computing, como o próprio nome já diz, é uma forma de armazenamento em nuvem que permite ao usuário final utilizar recursos computacionais de maneira mais prática e segura. A partir de um conjunto de recursos online, sem que se faça necessária uma estrutura física de equipamentos cara e custosa, os usuários têm acesso a soluções assertivas para processar e armazenar dados, informações e softwares dos mais diferentes perfis.

Além de suportarem uma grande quantidade de dados, as ferramentas em nuvem garantem acesso intuitivo e protegido ao mesmo tempo, por meio de criteriosos processos de segurança, senhas criptografadas e credenciais gerenciáveis. Isso tudo com base em três modalidades de uso: nuvem pública, nuvem privada ou nuvem híbrida.

  • A nuvem pública é um modelo em que você compartilha os mesmos recursos computacionais/software, como armazenamento e de rede, por exemplo, com outros usuários ou organizações;
  • Na nuvem privada os recursos de computação em nuvem são utilizados exclusivamente por uma única empresa ou organização, sendo as equipes destas empresas quem consomem estes recursos;
  • A nuvem híbrida é uma combinação de nuvem pública e nuvem privada, e este modelo pode ser utilizado por contextos diversos. Um cenário é a empresa utilizar uma nuvem pública para armazenar e processar dados não sensíveis, e utilizar nuvem privada para armazenar e processar dados sensíveis. Outro cenário é a empresa utilizar nuvem privada para suas demandas e, caso haja um transbordo de carga, este uso adicional é oriunda de uma nuvem pública. Este tipo de abordagem permite uso financeiro e de recursos de forma mais otimizada.

Saiba desenvolver uma estratégia assertiva

Ao analisar a relação entre cloud computing e inteligência artificial, partimos do princípio básico de que, para uma solução de IA funcionar, torna-se necessário um sistema que suporte grandes cargas de informações e permita fácil acesso e uso. Em uma solução que visa entregar tecnologia e inovação como a inteligência artificial, nada mais justo do que utilizar um meio de armazenamento e processamento do mesmo nível tecnológico.

Por isso, a disponibilidade dos serviços na nuvem ganha destaque na viabilização de uso massivo dos modernos recursos de inteligência artificial. A visão DevOps, integrando soluções que combinam desenvolvimento de softwares (Dev) com operações de TI (Ops), conduz justamente nessa direção.

É uma prova de que os provedores de serviços precisam agregar as melhores tecnologias para atender as demandas atuais com excelência, num caminho que alie recursos de nuvem e inteligência artificial para o alto desempenho das empresas dos mais variados portes e segmentos. Nesse sentido, é possível vislumbrar os três cenários a seguir, com a combinação prática entre cloud e IA.

» SaaS (software como serviço): auxilia tanto no desenvolvimento quanto no uso e consumo de soluções de inteligência artificial dentro de aplicativos, sistemas operacionais e softwares de serviços.

» PaaS (plataforma como serviço): disponibiliza aos usuários plataformas que permitem o desenvolvimento, testes e utilização dos serviços de inteligência artificial.

» IaaS (infraestrutura como serviço): permite aos profissionais exercerem suas atividades de maneira mais dinâmica e rápida, a partir das soluções de IA. Seja para processamento ou armazenamento, uma boa infraestrutura é imprescindível. Nesse caso, a virtualização em nuvem é o caminho mais produtivo e operacional.

Conte com a SC Clouds na sua solução

Um dos valores inegociáveis para que as empresas tenham destaque no mercado é a apresentação de soluções inovadoras. E, nesse sentido, dinâmicas realizadas por meio de inteligência artificial tendem a ser cada vez mais comuns, como um movimento natural da estrutura empresarial  4.0. O setor fabril, por exemplo, já vem usando a inteligência artificial no chão de fábrica, em nome de processos produtivos mais eficientes.

É um contexto que exige provedores de serviços capazes de apoiar e direcionar estrategicamente o movimento de transformação digital dos clientes.

Contar com parceiros como SC Clouds torna o seu caminho na direção dos novos tempos mais simples e rápido. Nossa missão é agregar competitividade e inovação ao trabalho dos provedores de serviços,a partir do desenvolvimento, construção e gestão de ambientes cloud de primeira linha, que viabilizem o bom uso da inteligência artificial.

Clique aqui e entre em contato agora com um dos nossos especialistas!

Continue lendo

Fale com um especialista

Especialistas em provedores de Edge e Cloud Computing