Virtualização x Cloud Computing: conceitos e diferenças

28 de abril de 2023

Para aprimorar seus processos de armazenamento e gestão de dados e sistemas, as empresas têm optado, cada dia mais, pela adoção de ferramentas tecnológicas. Parte desse movimento acontece graças ao uso de soluções nas áreas de virtualização e cloud computing.

Esses dois modelos de computação têm suas semelhanças e podem ser confundidos em algum momento. Nesse artigo, você vai entender que falamos de perspectivas bastante diferentes, com particularidades relacionadas a demandas também específicas.

São singularidades que os provedores de serviço não podem perder de vista, para a oferta de soluções alinhadas às atuais necessidades do cenário de TI e ao perfil de atividade de clientes dos mais diferentes segmentos e portes. Quer saber mais sobre virtualização e cloud computing, conhecendo seus recursos e diferenças?

Siga a leitura!

Virtualização: o que é e como funciona?

A virtualização é um modelo utilizado para criar ambientes emulados a partir de um sistema de hardware físico. É como se, dentro de uma máquina já existente, fossem criadas outras máquinas, com funcionalidades, acessos, aplicativos e softwares que não são utilizados na máquina original.

Para isso, existe uma solução chamada hipervisor, um software que faz parte do gerenciamento do hardware, para separar os sistemas nesses ambientes virtuais. O hipervisor tem como função a criação e a execução de máquinas virtuais (VM – virtual machines).

Falamos de um processo que facilita diversas atividades, sendo, por isso, muito utilizado por profissionais da área da TI. A virtualização se faz presente em uma série de situações práticas e cotidianas, como a instalação de sistemas operacionais diferentes dos originais em determinados equipamentos para testes, a utilização de mecanismos de segurança para visualizar arquivos, os projetos de criação de aplicativos e softwares. Isso apenas para citar alguns exemplos.

A virtualização permite tirar maior proveito do hardware, uma vez que através deste modelo pode-se particionar um único hardware de maior dimensão em inúmeros hardwares de menor dimensão. Este conceito acaba por reduzir custos, pois um hardware grande custa, proporcionalmente, menos que um hardware pequeno. Então, se um provedor, por exemplo, adquire um hardware maior e virtualizá-lo em diversos hardwares menores, o custo será mais barato quando comparado com a aquisição de diversos hardwares menores. É importante dizer que pode haver uma perda de desempenho neste processo, porém ainda assim o resultado é positivo e justifica a virtualização.

Ainda, do ponto de vista de consumo de energia, um hardware de grande dimensão consome menos energia elétrica e produz menos calor em comparação a diversos hardwares de menor dimensão. Quando se reúne todos estes ganhos, a conclusão é de que a virtualização é um modelo quase que estratégico, para não dizer obrigatório, para datacenters, caso contrário os custos finais dos produtos seriam praticamente inviáveis para os clientes que precisam contratar servidores.

Entendido o conceito de virtualização, já podemos falar sobre a computação em nuvem.

Cloud computing: em nome do armazenamento funcional

Computação em nuvem é um conceito que se refere à utilização de recursos de hardware, como armazenamento, processamento e gestão de dados, de maneira digital. Para a compreensão prática dessa dinâmica, podemos imaginar um data center virtual que armazena todas as informações importantes de uma cadeia de usuários dentro de um espaço em nuvem.

Ou seja,  não há a necessidade de um centro de processamento de dados físico. Esse armazenamento em nuvem permite a hospedagem de arquivos, pastas, sistemas, usuários, credenciais, rede interna, entre outros diversos recursos. Tudo fica disponível em um único lugar, de maneira centralizada e com fácil acesso.

Para a disponibilidade segura de todas essas informações e recursos, cada usuário possui credenciais próprias. Elas provêm diferentes camadas de acesso, permitindo chegar ao nível de privacidade e segurança que o gestor define, no momento do cadastramento.

Pode-se afirmar que a cloud computing utiliza o modelo de virtualização como base, mas além disso, ela facilita o meio do usuário final chegar até esse recurso virtualizado. Esta praticidade é talvez o grande diferencial da cloud computing em relação à virtualização: diferente do ambiente virtualizado, onde o acesso e  manipulação dos recursos eram realizados de forma manual e apenas por funcionários do provedor, na computação em nuvem o usuário final ganha autonomia, podendo fazer uso de seus recursos armazenados sem a necessidade de intermediação por parte de funcionários do provedor. Há enorme ganho de agilidade, praticidade e escalabilidade, além de uma experiência de uso por parte do cliente final muito mais satisfatória.

Soma-se a isso a economia gerada com equipamentos: ao adotar a solução de armazenamento em nuvem disponibilizada por um provedor de serviço, a empresa contratante não apenas abre mão da dor de cabeça com a instalação e manutenção de infraestrutura física. Elementos de garantia de segurança, recuperação de dados, backup em nuvem, níveis de permissões de acessos, entre outros aspectos operacionais que fazem parte das dinâmicas de armazenamento de dados, também estarão a cargo do provedor, numa infraestrutura funcional, dinâmica e que protege os usuários finais contra falhas e perda de informações.

Com uma base de compreensão sobre os dois modelos, virtualização e cloud computing, temos clareza para então falarmos de diferenciais e vantagens.

O olhar para as diferenças entre Virtualização e Cloud Computing

A principal distinção entre virtualização e cloud computing reside no fato de a primeira ser uma tecnologia que oferece um hardware emulado, enquanto a computação em nuvem é um ambiente que oferece infraestrutura. E quando nos referirmos a esse ponto diferencial, entra em cena o fator que basicamente dita o funcionamento das duas soluções.

Enquanto a virtualização opera transformando um hardware físico em recursos virtuais, a cloud computing é um ambiente totalmente virtual que entrega os recursos necessários ao cliente, seja hardware, software ou ambos, por meio de conexão com a internet.

Agora que você já entendeu os conceitos e as principais diferenças virtualização e cloud computing, confira alguns argumentos importantes sobre as funcionalidades que cada modelo de computação apresenta para as necessidades dos seus clientes:

 

Característica Virtualização Cloud Computing
Tipo de serviço O tipo de serviço oferecido na virtualização é o IaaS (infraestrutura como serviço) Os tipos de serviços oferecidos são o IaaS/PaaS/SaaS (infraestrutura/Plataforma/Software como serviço)
Flexibilidade Para acessar as máquinas virtuais criadas pelo modelo, é necessário ter um código de autenticação. Para acessar os recursos armazenados pelo modelo, é necessário ter um código de autenticação, porém em uma interface mais amigável.
Escalabilidade As configurações das máquinas que operam os sistemas permitem a escalabilidade, porém somente através de solicitação direta para o provedor, o que pode levar dias (ou até meses). Utilizando a cloud computing, o usuário pode fazer upgrade ou downgrade da solução, sempre que necessário, de forma autônoma.
Integração Integração que facilita a expansão de novas máquinas e usuários dentro da mesma infraestrutura. Modelo que permite a expansão de usuários, aplicativos, entre outras ferramentas.
Disaster recovery Políticas para rotinas de segurança, backup e recuperação são oferecidas de forma fixa, sem customização por parte do usuário. Políticas para rotinas de segurança, backup e recuperação são oferecidas de forma flexível, onde o usuário tem mais opções de customização.
Localização dos recurso virtualizado (área geográfica onde ele é alocado) O usuário pode escolher, através de atendente do provedor, onde quer alocar seus recursos, e quando quiser mudar o recurso de lugar, deve também interagir com o atendimento do provedor. O usuário pode escolher, de forma autônoma, onde quer alocar seus recursos, e quando quiser mudar o recurso de lugar, realiza a alteração da mesma forma, podendo ou não ser tarifado por isso.

 

Provedores de serviços prontos para soluções excelentes

Se a atuação do seu provedor de serviço envolve a oferta de soluções em virtualização e computação em nuvem, a SC Clouds é a parceira ideal para entregar excelência aos clientes. Somos especialistas na promoção de diferencial competitivo a provedores de serviço em TI.

A garantia disso vem do suporte das melhores tecnologias para o desenvolvimento, construção e gestão de ambientes de cloud e edge computing. Alinhado ao que o mercado oferece de melhor e mais inovador, o time altamente especializado da SC Clouds oferece suporte, consultoria e capacitação, para etapas de implantação e desenvolvimento assertivas.

Tudo isso assegura o melhor preparo para total satisfação dos usuários finais que contam com seus serviços de virtualização e cloud computing. É seu negócio pronto para entregar soluções aos desafios de TI de seus clientes atuais e futuros.

Solicite contato de nossos especialistas em Cloud Computing agora mesmo!

Continue lendo

Fale com um especialista

Especialistas em provedores de Edge e Cloud Computing